contato@habitatcoworking.com.br +55 (21) 3570-4949

Idiomas:

Siga-nos:

Top

MARKETING DE GENTILEZA

Marketing de Gentileza: vamos colocar em prática?

Em um mundo individualista, ser gentil é necessário entre as pessoas e vantajoso para os negócios.

 

Você já ouviu falar no Marketing de Gentileza? Em tempos onde o mundo anda cada vez mais doido e as pessoas mais distantes entre si e individualistas, espalhar a gentileza, virtual ou não, pode mudar as relações interpessoais e até mesmo entre empresa e cliente, criando novas oportunidades de interação e de geração de negócios. Pensando nisso, resolvi criar este artigo para você, dedicado a explicar o conceito de Marketing de Gentileza e como ele pode ser aplicado no seu dia a dia com algumas atitudes simples.

Antes de seguir a leitura, tenha em mente que a gentileza aqui não está sendo tratada apenas como ser educado ou fazer o bem ao próximo, mas sim focada em sentimentos genuínos, em dar atenção real à outra pessoa e oferecer algo sem esperar nada em troca ou retribuir alguma gentileza que recebeu de forma inesperada ou sem pedir. É a gentileza na sua forma mais pura.

O que é o Marketing de Gentileza?

O conceito tem forte relação com as pessoas, uma das premissas do Marketing. Desenvolvido por Laíze Damasceno, jornalista, palestrante e consultora de Comunicação e Marketing Digital com foco em conteúdo e relacionamento com o cliente, o Marketing de Gentileza é uma visão diferenciada onde o “Marketing não é apenas sobre marcas, produtos, serviços ou eventos. É sobre relações humanas”, ou seja, ele passa a ser construído a partir de um relacionamento profundo com o cliente, onde a gentileza está presente em cada ação virtual da empresa.

“Tocar o coração” do cliente pode ser um passo importante para aumentar os resultados dos seus negócios e conquistar a confiança dos consumidores. O Marketing de Gentileza trata disso, mudar a forma de se relacionar com as pessoas, principalmente pela internet, visto que os meios digitais são amplamente utilizados nos dias de hoje para a comunicação interpessoal, fazer negócios e também para o networking.

Como posso espalhar a gentileza virtual?

Um dos segredos para começar a ser um gentil virtual é pensar nas pessoas com quem “tecla” como um ser humano, ou seja, dar atenção e importância de fato ao que está sendo conversado ou tratado na internet. Um dos erros mais comuns que se comete na web é ignorar o fato de que se está lidando com pessoas de verdade, com sentimentos, dores, opiniões e etc. A autora do Marketing de Gentileza sugere um exercício a ser feito para começar a espalhar a gentileza virtual: ”Questione-se: como eu agiria se estivesse frente a frente, olho no olho, com essa pessoa ou cliente”? A qualidade da relação deve ser a mesma, pessoal ou virtualmente. O cliente, amigo ou prospect não pode sentir nenhuma diferença no trato em qualquer um desses ambientes. Por isso, lá em cima, citei que a gentileza deve estar em tudo, inclusive nos meios virtuais.

Um exemplo da gentileza virtual vem do O Boticário, que em sua página no Facebook faz questão de responder a todas as perguntas que os clientes colocam nos comentários dos posts, de forma pessoal, profissional e amigável, como se estivesse “olhando no olho” daquele cliente e conversando “pessoalmente” com ele. Outra empresa que também é boa nisso é a Cacau Show, que não deixa seus consumidores sem retorno, seja por e-mail, rede social ou SAC. A gentileza e o bom atendimento estão presentes em todos os pontos de contato do cliente com a marca.

Existe um método de aplicação do Marketing de Gentileza criado pela Laíze Damasceno que pode ajudar principalmente as empresas a conquistarem a confiança das pessoas por meio da humanização da comunicação virtual. Sob o pilar do Propósito, o método é estruturado em cinco passos:

  1. Atenção
  2. Empatia
  3. Humanização
  4. Gentileza
  5. Confiança

Com esses cinco passos, ela acredita que as empresas e empreendedores que praticam e comunicam com excelência o seu verdadeiro “porquê” conquistam as pessoas e naturalmente atraem embaixadores. A missão da empresa e a preocupação com a gentileza e o bom atendimento têm que estar em tudo, principalmente na sua relação com o cliente e refletidos na estratégia de comunicação da companhia. Hoje em dia a gentileza pode ser um grande diferencial para a sua empresa perante os concorrentes e o impulsionador dos seus negócios, pois muitos têm esquecido que a base de uma empresa são as pessoas.

E quais são os benefícios de ser um gentil virtual?

Bom, além de todos os aspectos que já foram citados aqui, praticar a gentileza virtual ainda pode:

  • Fazer com que você ou sua empresa sejam mais queridos e aceitos por clientes, amigos, prospects, enfim, qualquer pessoa com a qual se relacione;
  • Criar atendimentos mais gentis e eficientes, pois ao entender o cliente e tratá-lo bem, tudo pode ser resolvido mais facilmente, seja um problema, uma nova venda…
  • Ter marcas e pessoas mais humanizadas. O mundo precisa disso, de ver e sentir na pele que ainda existem seres humanos e empresas preocupadas em deixar o próximo feliz, em ouvi-lo com atenção e cuidado. Ninguém gosta de se ver apenas como um cifrão;
  • Gerar negócios e objetivos mais focados. O bom relacionamento gera informações suficientes para que você saiba para onde quer ir e qual o melhor caminho a seguir;
  • Utilizar o Marketing com Propósito, ou seja, não é fazer Marketing por Marketing, é saber o que comunicar, como se posicionar, onde falar, o que dizer e como alcançar o coração das pessoas;
  • Ter clientes mais satisfeitos e, consequentemente, defensores da sua marca. Eles serão os seus fãs, que te seguirão e indicarão aonde você for e que comprarão uma briga por você se for preciso.

 

Autora: Ana Quintela Precci

Fonte: coworkingbrasil.org